Capítulo 88

Fui para a Biblioteca, ainda a pensar na minha conversa com a Cassie. A sua honestidade e inocência fizeram-me pensar sobre o assunto durante horas a fio. Quase não me conseguia concentrar no que tinha realmente para fazer: Estudar.
Consegui ver o Dave a estudar também, e na mesa à sua frente a nova aluna da escola. Nessa altura consegui notar ainda mais as semelhanças entre eles.



Não apenas por serem envergonhados e fecharem-se nos seus próprios mundos, mas também a aparência e o facto de estarem sempre agarrados aos livros. Por momentos pensei que eram irmãos, mas pelo que eu sei, o Dave é filho único. Fiquei a olhar para ambos, a imaginar se uma grande amizade se desencadeasse entre eles. Porque não? Assim o Dave não se sentiria tão excluído socialmente? Não se sentiria tão sozinho e tão reservado?
Não conseguindo permanecer sentada nem mais um minuto, com um livro de História mesmo à minha frente sem o conseguir ler, levantei-me e fui ter com o Dave, que a princípio pareceu fingir não me ver.
- Olá Dave! – Cumprimentei.
- Olá… - Respondeu, pela primeira vez, sem gaguejar.
- Então… estás a estudar o quê?
- História…
- Ah… o mesmo que eu. Mas fiz uma pausa para vir aqui falar contigo… não te importas pois não?


- Não, não!
Olhei para a nova aluna, que olhava para nós de soslaio.
- Então, já conheces a nova aluna?
- Quem? A Lilly?
- Ah… então já a conheces… - Disse, envergonhada. - Ao menos já sabes o nome dela quando lhe fores falar, não é?
- Falar?
- Sim! Ela parece uma boa rapariga, não achas?
- Huh… não sei, não a conheço. – Disse, disfarçando o seu nervosismo lendo algumas frases do livro em voz alta.
- Dave, eu vou directa ao assunto, que já deves ter percebido qual é… - Ao dizer aquilo, o Dave levantou-se bruscamente da cadeira e foi arrumar os seus livros.
- Eu já disse que não tenho nada para dizer…
- Isso é mentira, Dave! Tu sabes que é!


- Não! É a verdade! Eu não tenho nada para “desabafar”. Tive os meus altos e baixos no passado… mas são meus!
- Aí está!
- O quê?
- São só teus! Tu reservas-te demais, Dave! Por um único dia não podes desabafar com alguém?
Suspirou, continuando a arrumar os seus livros.
- Eu já desabafei com uma pessoa! E os resultados não foram muito satisfatórios, porque não tardou… não tardou a que toda a escola soubesse!


- Mas eu estou com boas intenções Dave! Acredita! Eu não quero espalhar por toda a escola! Apenas quero saber porque é que és tão tímido! Eu sei o que se passou no teu passado! Apenas quero que me expliques o que se passou realmente. Estou confusa!
- É impossível saberes… ninguém com que tu falas e andas sabe qualquer coisa sobre mim!
- Mas eu não soube através de terceiros! Eu soube… tu nunca irás acreditar!
- O quê? Retornaste ao passado? Todos com conhecimentos cientificamente razoáveis estão cientes que vai contra as Leis da Física voltar atrás no tempo!
- Podes crer que não é… mas não estou a por isso em questão agora Dave! – Comecei a sentir um nervoso miudinho que já quase não me lembrava de como era sentir borboletas na barriga. – Eu não tenciono espalhar o que supostamente me vais contar por toda a escola! Eu sou tua amiga, Dave! Sabes disso certo?
Assentiu tremulamente, enquanto olhava em redor com os olhos a brilhar.
- Por favor, Dave! Conta comigo!

* * *


- OK, pessoal… chega por hoje! Amanhã treinamos mais! – Vociferei, para que todos ouvissem, mas o entusiasmo e a euforia pelo dia do torneio inter-cidades se aproximar cada vez mais rápido abafava a minha voz.


- Jake! Só treinámos uma hora! O torneiro é daqui a 4 dias! Temos que nos preparar! – Exclamou o Michael.
- Nós já estamos preparados, malta! Vamos ganhar numa boa!
- Não me parece, Jake! Estive a ver na Internet e a equipa adversária é muito poderosa! É tricampeã!


- E daí? Nós também o vamos ser quando ganharmos este campeonato!

* * *

- Muito bem… - Disse o Dave, suspirando tremulamente. – É melhor sentares-te! É… uma longa história!
O meu coração pulsava anormalmente, enquanto esperava que o Dave ganhasse coragem para finalmente desabafar todas as suas mágoas e más recordações do seu passado.
Mal sabia eu do quanto difícil ia ser, ouvir aquelas palavras, projectadas de uma forma tão sofredora.


3 Response to "Capítulo 88"

  • Diogo Says:

    NAo Acabou?? :( QUERO MAISSSSSSSSSSSS! estas esperas dão cabo de mim mesmo. ADORO ESTA HISOTRIA DO PRENCIPIO AO FIM! mesmoooo
    Por favor, continua! QUERO MAISSS!


  • Desi Says:

    YAHOOO!
    VIVA A MEL!
    FINALMENTE! Estava a ver que não! Finalmente o Dave vai falar e vai conseguir desabafar com a Mel, que fixe! Afinal todo aquele trabalho e preocupações não foram em vão.
    Estou mesmo ansioso para ler a história a pormenor, do ponto de vista dele, mas ainda estou mais ansioso para ver como é que ele vai lidar com a nova rapariga. vai falar com ela ou não?
    Ai ai, quero ler mais, muuuuito mais! Tá tão fiiixe! A sério, quero maais! O.O


  • mmoedinhas Says:

    ok... este post tirou-me o ar.... Tou eletrica!!!!! So falta começar aos saltos em cima da mesa!!!!!!! TIPO TINHAS LOGO DE ACABAR ALI!!!!!!! kkkkkkkkk Tu torturas aqui o pessoal...

    Ahh, entao o nome da gaja é lily não é??? lily... *pega na faca da cozinha*


    Nah tou a brincar, mas tu tens de postar rapido por amor de deus!!!!!!!!! Senão vou mesmo aí, e roubo o resto dos capitulos!!!!!!!!


Postar um comentário